Rumaram para orar

Passei pela via Dutra que leva a Aparecida, como passei pelas estradas que levaram a Fátima, a Guadalupe. Em Aparecida fui conversar com os romeiros que caminharam 80, 200, 300 km.

Romeiros rumam na Itália, no Brasil, na Espanha, em Portugal, no México, na França para suplicar, pedir graças ou simplesmente para agradecer.

Romeiros são fiéis que rumam para algum lugar de oração para juntos com outros católicos, agradecer a Jesus, a Maria, mãe dele, ou a algum apóstolo ou santo que imitou Jesus em vida. Lá agradecem e pedem para amar como Jesus amou. Fiz isso em Assis há 15 dias e estou fazendo esta semana em Aparecida,

Este mês os católicos estarão orando em Aparecida e em Belém no próximo dia 12 de outubro. É claro que não vão adorar aquelas imagens de Maria.

Somos suficientemente inteligentes para usar velas sem por fogo na casa, usar facas sem cortar os dedos e usar imagens de Jesus e de Maria sem adorar aquelas representações de ferro, argila ou barro. Não são nem Jesus, nem Maria, mas lembram quem eles foram.

Mas, como alguma coisa aconteceu há 300 anos em Aparecida e algumas décadas depois em Belém, os católicos lembram Maria cuja imagem foi pescada das águas e em Belém do Pará outro prodígio está sendo lembrado.

Adoramos Jesus e veneramos sua mãe! Somos católicos e temos este direito de ser cristãos desde modo!

Pe. Zezinho, scj

 

Faça um comentário